ELEIÇÕES GERAIS NA GUINÉ-BISSAU

No dia 22 de março passado D.José Câmnate na Bissign e D.Pedro Zilli publicaram uma mensagem para as eleições gerais 2014. Hoje 13 de abril, quase 800 mil eleitores, estão indo as urnas para as votações da primeira volta para a eleição do Presidente da Republica e 102 deputados para Assembleia Legislativa. O jornal DN Globo propôs a seguinte síntese da mensagem:
A mensagem dos bispos de Bissau e Bafatá é clara: "não venda o seu voto", escrevem na declaração conjunta dirigida aos fiéis a propósito das eleições gerais deste domingo na Guiné-Bissau.

"Não venda o seu voto por bens materiais, porque isso fere gravemente a sua própria dignidade humana e a da sua sociedade", referem os líderes católicos José Câmnate  e Pedro Zilli.
Em vez de vender o voto, os bispos propõem que os eleitores deem "uma prova de maturidade cívica e moral" e exerçam o seu direito, escolhendo os melhores depois de dois anos de transição política, após o golpe de Estado de abril de 2012.


"Depois de um período deplorável, chegou o momento decisivo para a mudança que começa com o voto", refere a mensagem endereçada especificamente aos crentes, políticos, militares, comunicação social, cidadãos guineenses e comunidade internacional.
Aos políticos, os bispos pedem "programas realistas" que cumpram "escrupulosamente as regras estabelecidas".
"Que a busca de poder seja motivada unicamente pelo desejo de servir a nação", conclui a mensagem, que destaca o facto de as eleições quase coincidirem com a Páscoa.

Bissau

CONSELHO PRESBITERAL REUNE-SE EM BAFATÁ

Pe.Domingos, Pe.Fabio, Pe.Avito, Pe.Alberto, D.Pedro. Pe.Gerard, Pe.Abraão, Pe.Clemente e Pe.Lucio
Realizou-se nos dias 26 e 27 de Março na Cúria de Bafatá, a 32ª reunião do Conselho Presbiteral Diocesano. Pela primeira vez reuniu-se somente com representantes do clero na Diocese e não com todos os presbíteros, nela presentes, como sempre foi feito desde o inicio da Diocese, em 2001. Atualmente a Diocese de Bafatá conta com 19 presbíteros e o presente CP é composto por 7 membros: o Vigário Gerál, P. Domingos da Fonseca como membro “de jure”, os padres Clemente Gomis K. Da Yunkan e Lúcio Espíndola Santos como membros escolhidos pelo Bispo, os padres Abraão Ambessum Sambú, Fabio Motta, Alberto Gomes e Avito Fernandes de Araujo como membros eleitos. Participou também da reunião, o Pe. Gerard Mayer. O mandato do presente CP terá a duração de três anos. Durante a sessão foram aprovados os seus Estatutos e que, uma vez promulgados pelo Bispo Dom Pedro Zilli, irão regulamentar  seus futuros trabalhos. Entre outros assuntos, foi estudada a proposta para a preparação do próximo Secretariado de Pastoral Alargado previsto para os dias 9 e 10 de Junho de 2014 que irá elaborar um plano de ação pastoral para os próximos três anos, tendo em conta o tema da família proposto pelo Papa Francisco rumo ao Sínodo dos Bispos em 2015. Dom Pedro falou dos novos projetos de abertura de missões na diocese: Cacine, Gabú e Quebo-Forea. 

BOLAMA GANHA UM COMUNIDADE DE IRMÃS


ir.dorilene, ir.etelvina e ir.francisca
A paróquia São José de Bolama ganhou uma comunidade de irmãs. São as Franciscanas Missionárias Diocesanas da Encarnação, congregação de direito diocesano, proveniente da Arquidiocese de Montes Claros, Minas Gerais, Brasil. As irmãs Raimunda Dorilene Pinheiro Pereira, co-fundadora juntamente com Dom Geraldo Majela de Castro, Ana Francisca Pontes Alexandre e Etelvina Moreira de Arruda chegaram em Bissau, na madrugada do dia 19 de março com a Air Marrocos. No sábado, dia 21, em companhia de Dom Pedro Zilli, a partir de Bafatá, foram para Bolama, tendo sido acolhidas pelo pároco Pe. Abraão Ambessum Sambu, Diácono Paulo de Pina Araujo, autoridades, representantes da comunidade, crianças do Jardim Infantil. Nas palavras de “bem vindas” sublinhou-se que as irmãs eram acolhidas numa família e que a presenças delas enriqueceria esta mesma família. No sábado à tarde, participaram das procissão de Sao José pelas ruas de Bolama. No domingo, de manhã, dia 23, durante a celebração eucarística da Solenidade de Sao José, esposo de Maria, as irmãs fizeram sua entrada oficial na comunidade. 


A alegria das irmãs, do pároco, do diácono, da comunidade paroquial, do “Divino Oleiro” de Tite e do Dom Pedro foi muito grande. Na homilia, Dom Pedro sublinhou que não foi programado que as irmãs entrassem em Bolama exatamente na Solenidade de Sao Jose, padroeiro da paróquia e que chegassem na Guiné no dia 19, dia da sua festa. Realçou que este fato poderia ser considerado como “uma feliz coincidência”, mas que, acrescenta ele, “aos olhos de Deus não existe coincidência. Tudo faz parte do seu Mistério”. Exortou as irmãs e toda a comunidade a viverem três virtudes fundamentais de Sao José: “o ser justo, obediente, serviçal”. Pediu às irmãs que se empenhem na evangelização, educação e saúde, onde a Pastoral da Criança ocupe uma posição e destaque. Dom Pedro agradeceu a congregação das Irmãs, Dom José Alberto Moura, arcebispo de Montes Claros pelo seu grande empenho para que pudessem chegar até à Guiné; agradeceu a paróquia de Bolama pelo modo bonito como as recebeu. 
Irmã Dorilene, nas suas palavras, agradeceu a Dom Pedro, Pe Abraão, Diácono Paulo e toda a comunidade pelo acolhimento em família; falou da sua congregação que tem o carisma da “encarnação”: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós”(Jo. 1,14). As Franciscanas Missionárias Diocesanas de Encarnação são a terceira comunidade religiosa feminina em Bolama. As primeiras foram as Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição: 23 de fevereiro de 1893 até 1900; as segundas foram as Clarissas Franciscanas Missionarias do Santíssimo Sacramento: 08 de agosto de 1981 a 18 de setembro de 1988. Em Setembro 2002 os Freis de São Gabriel vieram para Bolama. Deixaram-na em Agosto de 2006.
D.Pedro, Pe.Abraão e as Irmãs no porto de Bolama

DOM PEDRO ZILLI CELEBRA EM QUEBO-FOREA E FAZ REUNIÃO COM A COMUNIDADE




Neste 2º Domingo da Quaresma, dia 16 de março, Dom Pedro Zilli celebrou a Santa Missa na comunidade de Quebo-Forea. Diz ter ficado muito contente com a significativa participação de adultos, jovens e crianças. Agradeceu aos sacerdotes de Buba pelo como têm acompanhado a comunidade e a todos pela boa presença na celebração. Após à missa, Dom Pedro e Pe. Francisco Fernandes, Vigário Paroquial de Buba fizeram uma reunião com comunidade. Dom Pedro recordou a abertura da missão de Quebo-Forea prevista para 2015, a ser assumida pelas 18 arquidioceses e dioceses do Estado do Paraná, Brasil e que compõem o  Regional Sul II da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). 


Agradeceu a comunidade pelas plantas de caju que já foram derrubadas no terreno onde será construída a missão e as pessoas que têm contribuído com alimentação para os trabalhadores voluntários. Por outro lado, sublinhou que os trabalhos de limpeza do terreno estão muito atrasados e que no Paraná pedem como andam as atividades de preparação das estruturas da missão. A partir daí, concordou-se em procurar um trator para o derrube das plantas de caju num espaço, de pelo menos, 100x50 metros, concordou-se igualmente que, na falta de um trator, serão feitos contratos com grupos de pessoas  e que a lenha seja cortada por quem dela precisar.

Atual capela de Quebo-Forea