quarta-feira, 1 de outubro de 2014

BOLAMA: VISITA DO DOM PEDRO

Na chegada em Bolama

Nos dias 25 e 26 de setembro, em companhia das Leigas Missionárias Adriana Nishiyama, da Arquidiocese Maringá, PR e Dayse Carla Moreira, Diocese de Umuarama, PR, Dom Pedro esteve visitando a comunidade São Jose de Bolama. Nas duas missas lá celebradas, falou com alegria, da nomeação, de 21 de setembro,  do Pe. Paulo de Pina Araujo para Vigário Paroquial, do mês missionário prestes a iniciar, da carta que ele e Dom José escreveram no dia 15 de setembro sobre a prevenção do Vírus Ebola. Reuniu-se com o Pároco Pe. Abraão Ambessum, Adriana e as Irmas Dorilene, Francisca e Etelvina que deverá retornar o Brasil por motivos de saúde. 

Dom Pedro, Pe Abraão, Adriana, Dayse, Irmã Dorilene com turibulo oferecido em Maringá
Dom Pedro agradeceu a Irmã pela sua generosidade missionária em ter vindo à Guiné e pelo tempo que permaneceu em Bolama. Desejou-lhe “boa continuação da missão no Brasil”. Na reunião, Pe. Abraão e Adriana falaram da visita que fizeram à Arquidiocese de  Maringá nos meses de agosto e setembro. Entre outras coisas, Pe. Abraão sublinhou ter ficado “impressionado pelo acolhimento do Pe. Manuel Silva Filho em sua paroquia, do acolhimento das comunidades e amigos”. Realçou a beleza da comunhão “dos sacerdotes que se encontram o com o Arcebispo, Dom Anuar e  se encontram entre si”. Ressaltou ainda o “dinamismo das comunidades paroquiais”. Falou, com alegria, das ofertas recebidas nas missas celebradas nas paroquias da Arquidiocese e de particulares que ajudaram ou querem ajudar no levar à frente alguns projetos em Bolama. Irmã Francisca apresentou a lista dos alunos já matriculados no Ano Letivo 2014-2015 na Escola Maria Montessori de Bolama: Pré 32; 1ª Classe 19; 2ª Classe 38; 3ª Classe 46; 4ª Classe 50; 5ª Classe 40; 6ª Classe 35; 7ª Classe 44; 8ª Classe 32; 9ª Classe 41; 10ª Classe 28; 11ª Classe 26; 12ª Classe 10. Total 441. 

Pe. Abraão, Irmã Dorilene, Dom Pedro, Irmã Etelvina, Irmã Francisca



segunda-feira, 29 de setembro de 2014

BUBA EM MUDANÇAS

Dinga Siga, Pe. Domingos da Fonseca, Dom Lampra, Dom Pedro, Pe. Clemente, Pe. Admir,  Inacio Dju, Pe. Domingos Cá
No domingo,  dia 21 de setembro, a comunidade paroquial Santa Cruz de Buba viveu um momento eclesial profundamente significativo: Pe. Clemente Gomis Kyock da Yuncan, pároco desde 1977, transferido para Bambadinca como Vigário Paroquial, foi homenageado pelo seu serviço missionário naquela comunidade por mais de 20 anos. Pe. Domingos da Fonseca, foi nomeado Pároco seu novo Pároco, Pe. Admir Isnaba Pereira Tamba Vigário Paroquial. Ambas as nomeações trazem a data do mesmo dia 21 de Setembro. O seminarista Dingana Siga foi apresentado como estagiário no ano diaconal. 

Ambas as nomeações foram lidas por Dom José Lampra Cá, Bispo Auxiliar de Bissau, que fez o seu ano diaconal em Buba, no ano pastoral 1995-96, e que celebrou, em companhia Pe. Domingos Cá, a eucaristica presidida por Dom Pedro Zilli.
Na homilia, Dom Pedro agradeceu ao Pe. Clemente pelo seu longo  serviço à comunidade de Buba e pela sua disponibilidade em iniciar uma nova missão em Bambandinca. Agradeceu ao Pe. Domingos da Fonseca, Pe. Admir, Dingana, pedindo-lhes que, juntamente com as Irmãs e a comunidade, “marquem sempre mais presença nas tabancas”. Todos os que tomaram a palavra, disseram coisas edificantes a respeito daquilo que foi o Pe. Clemente em Buba.

Pe. Clemente

Pe. Clemente, já em 1992, com Pe. Domingos Cá, vinha de Bolama para a celebração eucarística em Buba. Em 1994 deixou Bolama tendo vindo para Tite, continuando a responsabilizar-se por Buba, assumindo também Empada. Em outubro de 1995, com o então seminarista José Lampra Cá, passou a residir em Buba, continuando a apoiar Empada. 

Pe. Domingos da Fonseca



PASTORAL DA CRIANÇA: ESPIRITUALIDADE EM CUNTUM-MADINA



A convite das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição, no sábado, dia 20 de setembro, Dom Pedro Zilli esteve em Cuntum-Madina (Bissau) para um encontro com os lideres  da Pastoral da Criança daquela comunidade sobre espiritualidade desta mesma pastoral. 


No livro “Guia do Líder da Pastoral da Criança”, Dom Pedro tomou, por exemplo, a pagina 293, onde se diz: “Pregar é anunciar a boa nova de Jesus: ele veio trazer vida plena para todas as pessoas Na Pastoral da Criança anunciamos a boa nova ajudando gestantes e famílias a perceberem a sua dignidade de filhos de Deus”. Rezou com os lideres a “Oração da Mãe Gestante” (pagina 45), a “Oração do Líder da Pastoral da Criança”(p.290). 


Com o apoio da Dulcineia Marcondes, brasileira enviada pela Pastoral da Criança Internacional à Guiné-Bissau, Dom Pedro insistiu sobre a importância de uma solida espiritualidade um serviço às mães, às crianças  e às famílias seja sempre mais conforme à vontade do Senhor que ama com um amor especial, as pessoas mais carenciadas. 




domingo, 21 de setembro de 2014

BAFATÁ: CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO




Para bem iniciar o ano catequético 2014-2015, de 15 a 19 de setembro (segunda a sexta-feira) cerca de 30 catequistas das Paróquias Nossa Senhora da Graça e São Daniel Comboni, ambas da cidade de Bafatá, reuniram-se na Curia Diocesana. Sob o lema “ai de mim se não evangelizar”,  acompanhados pelos padres Alberto Gomes Admir Cristiano Barreiro, Pároco e Vigário paroquial da paroquia Nossa Senhora da Graça, Pe. José Pizzoli, Vigário paroquial de São Daniel Comboni, catequista Mateus Lopes Furtado e Dom Pedro Zilli, os catequistas fizeram uma rápida peregrinação pela História da Salvação. 

Dom Pedro e os catequistas
Vários temas foram tratados:a criação do mundo, o Povo de Deus, os 10 Mandamentos da Lei de Deus, Jesus Cristo, Apóstolos, Sacramentos da Iniciação Cristã, Sacramento da Confissão. Durante a formação, foram sublinhados vários aspectos fundamentais da catequese: pedagogia catequética, valorização dos catecismos existentes, atenção a um roteiro bem preciso. Insistiu-se sobre a necessidade de o catequista preparar-se do melhor modo possível para a catequese e que cultive uma sempre maior espiritualidade na oração, na escuta da Palavra de Deus, na participação da Santa Eucaristia. 

Pe.José Pizzoli e os catequistas