sexta-feira, 11 de julho de 2014

SCHOENSTATT EM BAFATÁ

Reunião entre os missionários portugueses e guineenses
De 07 a 26 de julho, a Diocese de Bafatá, pelo terceiro ano consecutivo, acolhe na Paróquia Nossa Senhora da Graça, a Sra. Rosana Silva, brasileira consagrada e 10 jovens (04 rapazes e 06 raparigas) portugueses, do movimento Schoenstatt. Na missa de abertura, na terça-feira, dia 08, tanto o pároco Pe. Alberto Gomes como Dom Pedro Zilli, deram boas-vindas ao grupo, desejando-lhe frutuosa missão em Bafatá.

Seminarista Dingana, Dom Pedro e Rosana
No primeiro ano (julho 2012), os missionários convidavam as famílias a peregrinarem nos espaços da paróquia para um maior convívio comunitário; no segundo ano (julho 2013), juntamente com membros da comunidade, os missionários foram de bairro a bairro, com uma cruz peregrina, rezando o terço nas famílias. Alem disso, nos dois anos realizavam atividades com  jovens, crianças e adultos e visita aos doentes no hospital.  Neste ano 2014,  Rosana sublinha que “a nossa missão é trazer junto a Jesus todas as famílias que recebem a imagem da Mãe Peregrina”. 

Em frente a futura ermida
Tendo presente o lema MARCA O TEU CAMINHO, o próximo dia 18 será assinalado por um momento muito significativo que, de algum modo, coroa a missão Schoenstatt em Bafatá: a benção da Ermida em honra de Nossa Senhora Peregrina que está a ser construída no terreno da missão católica pelos jovens da paróquia em colaboração com os  portugueses.  Rosana agradece “o pároco, Pe. Alberto Gomes, do Vigário paroquial Pe. Admir Cristiano Barreiro, do Seminarista Dingana Siga e de toda a comunidade pelo modo como têm sido acolhidos". Acrescenta que “nosso apoio tem sido ano a ano Dom Pedro Zilli e  Adriana Nishiyama e a paróquia São Daniel Comboni. O convite do bispo de Bafatá nos dá sempre imensa esperança e alegria”. Em Bafatá, 08 imagens de Nossa Senhora peregrinam nas casas, visitando em média 80 famílias.  

Jovens no trabalho da ermida